Era uma vez um senhor que era muito dorminhoco. Serafim adorava dormir e tinha muita dificuldade em acordar. Na aldeia onde vivia, os amigos chamavam-lhe o “ Sono de Pedra”. Tareco, assim se chamava o gato do Serafim, era o seu despertador.  

 

 

Todos os dias, às 7:00 da manhã, o gato começava o seu trabalho. Primeiro, saltava para cima do dono, andava, pulava, miava… Depois batia-lhe na cara com a patinha e, quando isto não resultava, puxava-lhe a orelha. E era assim que, todas as manhãs, o Tareco acordava o Serafim.

 

 

Numa bonita manhã de maio, Tareco fez tudo o que costumava fazer para acordar o seu dono. Porém, tudo o que fazia parecia não resultar. Serafim continuava a dormir. De repente, Tareco teve uma ideia. Pegou num taco de madeira e deu uma paulada ao seu querido dono.

Imediatamente, Serafim acordou. Estremunhado, olhou à sua volta para tentar descobrir o que se estava a passar, mas não viu ninguém.

 -Mas que grande pesadelo!...Que dor de cabeça! - pensou o Serafim desconfiado.

 

Ao fundo da cama, o gato  fingia que dormia…

 

 O que aconteceu depois não vamos contar, mas tu podes imaginar, claro!